Baixe o AplicativoBaixe o App

(43) 3274-8000Tel.

Catálogos

Compra Food ServiceCompras

HOME
INSTITUCIONAL
DISTRIBUIÇÃO
FOOD SERVICE
INDÚSTRIA
AGRO
BLOG
CONTATO

NA SEMANA DA BLACK FRIDAY, VISITAS ÀS LOJAS VIRTUAIS CRESCEM 42%, MOSTRA PESQUISA

Blog


As visitas às principais lojas virtuais do Brasil cresceram 42,24% na semana da Black Friday em comparação aos sete dias anteriores, de acordo com levantamento feito pela Conversion e divulgado neste domingo, 28. De acordo com a análise, o grande volume de audiência deste ano reflete, na verdade, um movimento de alta do comércio eletrônico brasileiro que vem ocorrendo nos últimos meses.
Somente no mês de outubro, os principais sites brasileiros de comercialização de produtos e serviços receberam um total 1,69 bilhão de acessos, aumento de 1,58% em relação ao mês anterior, segundo a pesquisa da Conversion.
O levantamento da Black Friday foi feito com base no tráfego dos principais sites de comércio eletrônico no Brasil, por meio da ferramenta de análise SimilarWeb. O período analisado foi de 20 a 26 deste mês, comparados aos sete dias imediatamente anteriores.
Compras da Black Friday
Um levantamento realizado pela Neotrust mostra que até 17h da sexta-feira (26) o número total de compras da Black Friday via e-commerce chegou a 5.653.116 pedidos, o que representa um número estável em relação ao mesmo período do ano anterior.
Ao todo, o valor faturado na Black Friday de 2021 somou R$ 3,9 bilhões, com crescimento anual de 5%. O tíquete médio nacional das compras é de R$ 703,37 (5% maior que em 2020). Os dados consideraram vendas realizadas em todo o País.
As cinco categorias com mais pedidos na Black Friday de 2021 foram, nessa ordem, Moda e Acessórios, Beleza e Perfumaria, Telefonia, Eletroportáteis e Eletrodomésticos. De acordo com o levantamento, a região que mais consomiu durante a Black Friday é a Sudeste, com R$ 2,2 bilhões (56,48% do total faturado em todo o País). Em seguida, esteve o Nordeste, com R$ 716 milhões (18,02%). Em terceiro lugar, o Sul, com R$ 606 milhões (15,26%). O Centro-Oeste figurou em quarto lugar, com R$ 296 milhões (7,45%). Por fim aparece o Norte, com R$ 111 milhões (2,80%).
FONTE: MERCADOECONSUMO

Tag(s):

Notícia

Ao navegar em nosso site você concorda com nossa Política de Privacidade. Ok