Baixe o AplicativoBaixe o App

(43) 3274-8000Tel.

Catálogos

Compra Food ServiceCompras

HOME
INSTITUCIONAL
DISTRIBUIÇÃO
FOOD SERVICE
INDÚSTRIA
AGRO
BLOG
CONTATO

EMPRESAS VÃO INVESTIR MAIS NA EXPERIÊNCIA FÍSICA E DIGITAL EM 2022

Blog


Os consumidores aumentaram suas expectativas em relação às marcas e aumentaram suas exigências com a pandemia e com a revolução digital. Segundo a pesquisa “Global Marketing Trends 2022”, da Deloitte, mesmo em um ambiente predominantemente online, as pessoas ainda desejam experiências mais humanas no contato com o digital, ou seja, um ambiente híbrido, o que inclui a experiência presencial.
Para atender esse consumidor, 75% das empresas responderam que vão investir mais na experiência híbrida em 2022. E as principais razões para isso são: maior personalização de produtos/serviços (43%), oportunidade para ofertas inovadoras (43%) e ajudar as pessoas a se sentirem mais conectadas (40%).
“As empresas devem avaliar de forma estratégica a conexão entre pessoas, dados e experiência do cliente e repensar, de forma holística, o engajamento que a marca tem com o seu consumidor do início ao fim”, afirma Guilherme Evans, sócio da Deloitte e líder da Deloitte Digital.
Segundo ele, as empresas devem direcionar suas mentalidades para o tempo de criação de produtos e serviços pautados na eficiência e potencialização da conexão humana. Esse é o momento ideal para repensar valores e operações, bem como refletir como está sendo feita a conexão entre a marca e seus funcionários e clientes.
A pesquisa entrevistou 1.099 executivos globais e descobriu tendências importantes, como priorização da produtividade, aceleração digital, engajamento com os clientes e bem-estar do colaborador. No varejo, o trabalho avaliou os dados de 11.500 consumidores de 19 países (500 brasileiros) e identificou sete tendências para 2022.
Preço e qualidade
Os consumidores continuam valorizando preço e qualidade, mas aumentou o grau de exigência quanto a critérios de aquisição, num movimento que levou à priorização de marcas que possuem um propósito.
O trabalho também indicou que os consumidores estão mais atentos a anúncios com diversidade e compram mais de marcas que se comprometem com ações contra desigualdades sociais. Os brasileiros com mais de 26 anos são frequentemente mais propensos a notar comunicações de marca inclusivas no momento da decisão de compra, principalmente os que envolvem viagens (79%) e aquisição de automóveis (75%).
Quando perguntados se estão mais dispostos a comprar em empresas que se comprometem a enfrentar as desigualdades sociais, 76% dos consumidores brasileiros apontam que são mais leais a essas marcas.
FONTE: MERCADO E CONSUMO

Tag(s):

Ao navegar em nosso site você concorda com nossa Política de Privacidade. Ok