Baixe o AplicativoBaixe o App

(43) 3274-8000Tel.

Catálogos

Compra Food ServiceCompras

HOME
INSTITUCIONAL
DISTRIBUIÇÃO
FOOD SERVICE
INDÚSTRIA
AGRO
BLOG
CONTATO

CERCA DE 63% DOS CONSUMIDORES PREFEREM PASSAR POR SELF-CHECKOUTS

Blog


Totens de autoatendimento têm ganhado espaço no Brasil nos últimos anos, oferecendo aos consumidores mais uma maneira de fechar suas compras. A opção é atrativa especialmente para quem está com pressa, só pegou um ou dois itens e não quer perder tempo na fila do caixa. De acordo com a 14ª edição do Estudo Global sobre o Consumidor da Zebra Technologies, 63% dos compradores, 86% dos líderes de varejo e 71% dos colaboradores do setor concordam que as soluções de self-checkout proporcionam uma melhor experiência de compra.
No entanto, a maior parte das empresas ainda não está implementando estrategicamente essas tecnologias e acaba não colhendo todos os benefícios que elas poderiam trazer. “Para garantir o sucesso das soluções de autoatendimento, é fundamental criar uma equipe multidisciplinar, que inclui áreas como recursos humanos, marketing, operações e prevenção de perdas”, explica o vice-presidente da Zebra Technologies no Brasil, Vanderlei Ferreira. “Esse time consegue definir indicadores do projeto e educar equipes da linha de frente e clientes, garantindo que a tecnologia seja bem implementada e aplicada”, completa.
Confira mais dicas do executivo para adotar totens de autoatendimento com sucesso em sua loja:
Avaliar e medir: Antes de implementar soluções de self-checkout, é importante entender se elas fazem sentido para a operação. Em geral, a tecnologia é muito bem aceita em lojas grandes e movimentadas, como um supermercado. Da mesma forma, devem ser estabelecidos os indicadores que irão medir os resultados do projeto. Quantificar informações como o número desejado de pessoas usando o sistema, o número médio de itens por transação e a satisfação do cliente, acompanhando essas taxas ao longo do tempo para fazer ajustes e melhorias, ajudará a garantir o sucesso da empreitada.
Educar os compradores: Escanear o código de barra dos produtos no autoatendimento é simples, mas pode ser intimidante para os clientes na primeira vez. Por isso é importante uma frente educacional, que ajude os consumidores a saberem como operar o totem e como escanear os produtos que vai levar para casa, evitando erros como passar o mesmo item mais de uma vez ou esquecer de registrar artigos de feira, por exemplo.
Deixe os pontos de autoatendimento visíveis: Algumas lojas erram na localização de seus quiosques de autoatendimento, deixando-os em locais de pouca visibilidade. Para incentivar o uso, é necessário dar destaque aos pontos, por meio de placas, para que os clientes estejam cientes da opção.
Integre o sistema de self-checkout ao seu programa de fidelidade: As implementações de self-checkout mais bem-sucedidas estão relacionadas ao uso de um cartão de fidelidade, que identifica o cliente e o conecta a ofertas que possam ser de seu interesse. Com o usuário do autoatendimento identificado, a loja pode coletar dados sobre seu pedido, entendendo cada vez melhor como agradá-lo.
Verificações aleatórias: Nas comunicações educativas, deixe claro aos clientes que suas compras podem ser verificadas na saída. A checagem esporádica de pedidos, que identifica se os compradores usaram o sistema corretamente e pagaram por todos os produtos, é um dos mecanismos que garantem o bom funcionamento do autoatendimento.

FONTE: SUPERVAREJO

Tag(s):

Ao navegar em nosso site você concorda com nossa Política de Privacidade. Ok